Joelho Ralado

Não importa o quanto o chão seja duro

Não importa se você tem medo do escuro

Não importa se estás ou não maduro

Levante-se

Não importa se te deram uma rasteira

Não siga tapando o sol com uma peneira

Ficar se lamentando é uma grande besteira

Levante-se

Não importa se você sente-se sozinho

Não importa se você não tem um ninho

Uma hora terás de voar como um passarinho

Levante-se

Não importa se você tem receio

Não importa o motivo do seu bloqueio

Você tem de mostrar a que veio

Levante-se

Não tenha medo de cair novamente

Dói muito mais quando a gente pré-sente

Mas se acontecer de novo, não se lamente

Levante-se

Você tem que se doar ao mundo

Por mais que este seja imundo

Mudá-lo é seu desejo mais profundo

então Levante-se!

De fato, quanto maior o voo maior a queda

Mas quanto maior a queda maior é a lição

E quanto maior a lição mais forte ficamos.

Robson Ribeiro

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para “Joelho Ralado

  1. miriam

    muito lindo…eu queria saber escrever o que senti lendo o seu joelho ralado!

  2. cm todo o resto, não se trata de saber, mas sim d praticar!

    beijo!

  3. MarceloPai

    Eh… joelhos ralados… qtos mais????
    Certo por linhas tortas????!???!??
    Muito bom… seu poema de auto-ajuda…
    parábens…
    bjs
    MarceloPai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s