O Meu Amor

O meu amor ama
sem nenhum domínio:
No sorriso ou na cama,
o mesmo fascínio.
O meu amor espera:
sabe que a hora chega.
Ele não se desespera,
Pois a fé o aconchega.
O meu amor tem fé:
não aquela que cega,
não aquela que apega.
quem tem sabe qual é.
E assim eu amo:
amor sem dano,
sem dor ou tristeza.
Amo com pureza.

Robson Ribeiro

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Poesia

2 Respostas para “O Meu Amor

  1. Olá Robson,
    É sempre gratificante ler seus textos.
    Gosto da sua veia poetica.
    O seu amor é assim: pleno, paciente e sem amarras. Como o verdadeiro amor deve ser.
    Parabéns!

    Bjo
    Patricia

  2. pelo menos meu amor é verdadeiro. é cada vez mais difícil, pra mim, saber o que é verdadeiro ou falso num mundo onde a relatividade parece governar todas as outras leis. e a mim mesmo.
    como diz o chapeleiro maluco: eu estou ficando louco?
    espero q a alice tenha razão!

    beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s