Carpe Diem

O que será que ela vai dizer? Tenho certeza de que vai adorar a boa notícia! Nós esperamos tanto por isso! Me lembro quando tudo começou. Éramos dois adolescentes que se conheciam desde a infância. Talvez essa proximidade tenha despertado o amor entre a gente, ou talvez tenha sido tudo arquitetado antes mesmo de nascermos…

Deve ser isso. Destino! Só o destino explica nosso amor! Tantas idas e vindas durante a vida, mas sempre acabamos juntos. Meu primeiro beijo, minha primeira vez – a Aline esteve sempre lá. Carinhosa de um jeito que só ela consegue e com um fogo que só ela tem! Como eu amo essa mulher!

Caramba! Como esse trânsito tá carregado hoje! Parece de propósito! Parece que adivinhou que eu estou com pressa, super ansioso pra contar logo a novidade pra Aline! Ah, Aline. Até que enfim as coisas vão fluir em nossas vidas! E pensar que ainda ontem eu não tinha nenhuma idéia do que fazer… como um dia – melhor, algumas horas (!) podem fazer tanta diferença?!

Ela sempre dizia: “Wesley, tenha fé! Tenha fé de verdade! Fale com Deus de peito aberto, peça orientação, peça ajuda! Ele nunca falha com a gente!”. Confesso que não acreditava nisso, e talvez por não acreditar, as coisas não saíam do lugar. Mas aquele dia, naquele dia eu falei com Deus. Como não falar com Ele quando estamos aos pés do Cristo Redentor, e este no topo do Corcovado de braços abertos pr’aquele mundaréu de água cristalina? Falei com Deus e pedi um sinal, que chegou uma semana depois: mengão hexacampeão! Só mesmo um milagre pro mengão levar aquele caneco!

Nossa, nem acredito! Até que enfim consegui sair daquele ônibus! Que ônibus LOTADO! Como podem sujeitar seres humanos a essa situação? É desumano o tratamento que recebemos nesse país… mas isso vai mudar pra mim! Agora eu tenho certeza disso! Deus respondeu minhas preces, atendeu meus pedidos! O que será que a Aline vai dizer?

Preciso andar logo, o Santa Marta não é um lugar muito legal quando escurece. Que barato, um gringo vem aqui, grava um video-clipe e todo mundo acha que a “comunidade” é um lugar bom de se viver… É claro que há muitas pessoas de bem – a maioria. Mas o que pode a maioria contra uma minoria bem armada, que tem apoio da polícia e da política? Nada. Quero ver o que vai ser dessa Olimpíada…

Que barato! Lembro quando Aline e eu andávamos, corríamos, pra lá e pra cá, com aquele “havaiano” gasto no pé, cuja alça arrebentada era presa com um arame. A gente não fazia noção do que é o mundo – mas éramos tão felizes! Mais até do que somos hoje. As vezes eu acho que a ignorância é uma benção. Quem nunca fraquejou que atire a primeira pedra! Eu, porém, não penso mais dessa forma! Hoje minha vida mudou! Posso ver os olhos da Aline brilhando quando eu contar a novidade!

Droga, escureceu. Não consegui chegar a tempo! Aquele trânsito infernal… Mas tudo bem! É só não olhar pros lados! Abaixar a cabeça e subir rapidinho! Talvez eu passe despercebido. Como eu detesto isso! O Júlio costumava ser como um irmão pra mim, e agora eu tenho que me esconder dele, me esgueirar pelos becos do morro pra não ser visto. Eu sei que no fundo ele só quer me ajudar – afinal, ninguém pode ser pai sem uma fonte de renda. Mas o que ele me oferece não é exatamente a fonte de renda que eu espero. Quero criar meu filho!

Meu filho! Ainda não me acostumei com isso! Vou ser pai. PAI! Será que eu estou pronto pra tanta responsabilidade? Bom, hoje eu dei um grande passo! E a Aline? Ela sim tem jeito pra ser mãe! Como ela está linda com aquele barrigão de 8 meses! Tomara que ela esteja no barraco da mãe dela, preciso contar a boa nova!!

Não acredito. Começou de novo. Será que o Júlio cai esta noite? Eles têm trocado tiros a semana toda. Melhor eu andar logo. Ai! Que fisgada no peito! Nossa, tá queimando! Isso é sangue? MEU DEUS, ISSO É SANGUE?! Cadê a força das minhas pernas? Cadê minha voz? Socorro! Preciso de ajuda! Está tudo ficando preto…

Que luz é essa?

Robson Ribeiro

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Conto

7 Respostas para “Carpe Diem

  1. Robson… seus contos realmente são incríveis! Você prende a atenção de que os lê. Eu leio de um folego só.
    E esse conto é tão real… fatos assim acontecem a todo momento.
    Não sei se você conhece o Rio de Janeiro mas em relação aos morros é bem isso que você descreveu….
    Mas sabe o que eu acho o mais importante nisso tudo? O Carpe Diem! Por que será que as pessoas esperam tanto tempo para dizer aquilo que sentem? Por que não dizer logo um ‘eu te amo’? Esperar o que?
    Agora estou aqui querendo saber o Wesley iria dizer para a Aline…e o que aconteceu com ele? Você deixa essas aberturas para o leitor ‘criar’ seu final e também para você continuar a história. A luz…
    Carpe Diem.. sempre!
    Parabéns!

    Patricia

  2. eu gostaria de ser tão bonito qnto minha mãe diz q eu sou, e q meus textos fossem tão bons qnto vc diz q são! rsrs.
    não posso dizer q conheço o Rio, estive aí apenas um dia para ver o rock’n’rio. li um livro chamado “abusado” do caco barcelos (indicação de um primo de quem gosto mto!), tive uma idéia da vida no morro através dele.
    qnto às “lacunas”, as deixo para q haja um diálogo com o leitor. gosto de imaginar q as pessoas dão o seu toque em cada história.
    carpe diem – acho isso fantástico! filosofia de vida mesmo!

    obrigado por mais um comentário!

    robson

  3. Ah… então eu lhe digo: sua mãe está certa! Você é bonito. [seu pai também diz isso] E seus textos são bons sim [seu pai também diz isso] e você deve abraçar esse caminho.
    O ‘Carpe Diem’ me fascina e também é meu lema de vida.
    Então viva seu carpe diem sempre!

    Patricia

  4. Marcelo

    Poowww mano… o q ele queria dizer? 😦
    Mto bom texto, um dos melhores acho!

  5. Giancarlo

    Caraca man, vc escreve muito bem Robson *–*
    Muito bom, parabéns !!

    Carpe Diem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s