Sem começo nem fim

Quanto mais eu tento, mais eu fracasso. Quanto mais eu busco, mais eu perco. O que mais me intriga é saber que não estou só neste ciclo, por mais que eu pense ser eu a pessoa por trás disso tudo.

Não nego que muitas vezes a única resposta que eu encontro é aquela que me faz enxergar que eu vejo o que quero ver. Só que essa resposta se mostra tão frágil algumas vezes, então me sinto obrigado a pensar e pensar e pensar…
Hoje visitei uma pessoa desconhecida. Apesar da falta de diálogo, conversamos horas a fio. Suas inquietações encontraram reflexo no meu coração e a recíproca é verdadeira. Como explicar isso então? Como explicar que o fruto das minhas visões se faz presente em outra pessoa? Ou será que eu plantei este fruto num local de onde ele não é nativo? Acho que não.

O que acontece com o ser humano? Alguns se mostram tão parecidos com o próximo, e outros tão diferentes. Acho normal uns gostarem de verde e outros de azul, mas não aceito que alguns simplesmente não sejam capazes de solidarizarem-se com a tragédia alheia.

Em minha breve vida, regada com um punhado de dúvidas e adubada com uma porção de ignorância, não vejo resposta na fé religiosa e tampouco na fé científica – nossa trindade atual. Está além de minha capacidade pensar racionalmente neste momento.

Não sei o que move aqueles que fazem mal ao próximo, cheios de ganância e ambição. A literatura disponível sobre estas figuras mostra apenas o que fizeram para chegarem ao topo do mundo, sem nunca explicar o porquê deles jamais se preocuparem com o próximo. Mas para ser sincero, não me interesso tanto assim por esses indivíduos.

Me interesso mais por aqueles que trilharam o caminho oposto. Gosto mais daqueles que lutaram a favor de seus (nossos) irmãos. E na biografia destes, posso ver sempre o amor que sentiam pelas pessoas, em especial aqueles mais carentes deste sentimento tão subestimado.

Sentimento aliás que pode ser traduzido como comportamento segundo o autor de o Monge e o Executivo (se é que essa ideia é dele). Tratar o outro como gostaria de ser tratado parece um jargão batido, mas assim como a teoria de Marx e Engels, jamais posto em prática em sua essência e totalidade.

Agora, pra variar, me pergunto: o que cria no ser humano esse bloqueio em relação ao amor? Instinto de sobrevivência? Doutrina baseada na moral sem ética da igreja? Pra variar, não sei. Aliás, é exatamente sobre isso que falava no início deste “post”. Quanto mais eu tento, mais eu fracasso. Quanto mais eu busco, mais eu perco.

O que me deixa feliz, por hora, é saber que não estou sozinho neste ciclo. Minha “amiga imaginária” me lembrou disto, e por isso lhe sou muito grato!

Preciso saber o que, como, onde e com quem fazer alguma coisa. PRECISO FAZER ALGUMA COISA! Pensar demais me faz doer a cabeça, e a falta de ação me atrofia os músculos – especialmente o coração.

Ah, o coração! Chegará o dia em que o cérebro será subordinado do coração, e então nosso mundo será um lugar muito melhor!

ps: post escrito ao som de Lenine, Paciência.

Robson Ribeiro

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Pensamento

7 Respostas para “Sem começo nem fim

  1. Olá Robson,
    Quero antes de tudo dar os parabéns para você! Você escreve muito bem. E são textos dinamicos e ecléticos. Que prendem a nossa atenção, aguçam a imaginação, fazer sorrir e emocionam.
    Gostei de todos.
    Esse texto em especial: ‘Sem começo nem fim’ tocou fundo porque mergulha fundo – sem medos – na propria alma. Somente assim teremos alguma chance de obtermos algumas respostas.
    Sabe o grande segredo? Acreditar no amor e na sua força. Você está certo: o dia em que o cerébro se render ao coração tudo será mais facil.
    O meu já está rendido há muito tempo. E creio que o seu também!
    Continue sempre! Você tem talento! O dom da escrita.
    Abraços,
    Patricia

    P.s. O conto da praia merece continuação não acha? Fiquei curiosa!
    P.s. Tinha um poema aqui não tinha? Era lindo. Posta novamente.

    • Olá Patrícia
      Montenegro
      poetisa sem malícia
      que ama por inteiro

      Que se diz Apenas, Mulher
      mas parece pronta pro que vier
      encara o mundo com amor
      subjugando a própria Dor

      Escrevo Nesse Instante
      para agradecer
      e não obstante
      elogiar também teu ser

      Obrigado por suas visitas
      e por suas palavras bonitas
      agradeço com Meus Versos
      por ser este seu universo

      Pensei em escrever
      sobre toda sua obra
      petulância, devo dizer
      algumas ficarão de fora

      Pois fiquei Sem Inspiração
      por isso faço uma Confissão:
      pouco li de sua poesia
      bem menos do que gostaria

      Mas, como você bem sabe
      sou ainda muito juvenil
      e antes que minha vida acabe
      conhecerei melhor esta Lua Anil

  2. Olá Robson [novamente]
    Caramba! Você é realmente bom! Isso vem no sangue mesmo!
    Você me deixou ‘100palavras!’
    Quero agradecer a sua gentileza.
    Bela e rápida criação.
    Sim… Com certeza você é um jovem com um lindo caminho a percorrer e que nesse caminho você encontre muita poesia, alegrias, amor…. Nunca deixe de sonhar.
    Mais uma vez obrigada!

    Patricia

    • Olá Patrícia [que tal sem o “Montenegro” agora?]
      E sem versos, rs – deixarei isso para os poetas e poetisas como vc e meu pai [sem pseudo].
      Muito obrigado pelos comentários. Eles vêm num momento super oportuno, onde preciso mediar tantos “conflitos” entre meus mundos interior e exterior.
      Obrigado a vc por sua gentileza!

      Robson

  3. Dani Sidrim

    É..
    Sei como você se sente.
    Parabéns pelos seus textos.. são muito lindos e muito honestos.
    Um beijo no coração,
    Dani

  4. Dani Sidrim

    PS: essa música Paciência, do Lenine.. bela inspiração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s